Como usar o Pubpeer, o journal club online

O Pubpeer é uma plataforma online de journal club que tem como objetivo melhorar a qualidade da pesquisa científica permitindo abordagens inovadoras da comunidade. Essa ferramenta possibilita ampliar a discussão do artigo pós-publicação.

Veja como usar

  • Ao acessar a plataforma online na primeira página tem o campo para inserir o DOI, PuMed ID ou arXiv ID do artigo.
  • Você pode fazer login e realizar o comentário anônimo ou assinado.
  • Logo abaixo tem o link do blog do Pubpeer e os comentários realizados em artigos publicados.
  • Também você poderá visualizar a resposta do autor se houver.

Dica

Use a extensão no Chrome disponível no Web Store. Ela permite que você veja ao navegar os comentários realizados em artigos. Por exemplo, no Google acadêmico, no PubMed entre outros.

Para os periódicos utilizarem precisa solicitar e poderá ser uma ferramenta especializada para acompanhar os comentários dos artigos.

Para saber mais

Veja o que a imprensa escreveu no Pubpeer press

Photo by NeONBRAND on Unsplash

Obesity reviews, um periódico de artigos de revisão do tema obesidade

Uma ótima forma de conhecer mais uma área de conhecimento é ler artigos de revisão. Hoje eu trago a sugestão de um periódico relevante do tema obesidade – Obesity Reviews. Editado pela Federação Mundial de Obesidade, órgão que reune mais de 50 associações regionais e nacionais que são membros da World Obesity .

O público alvo de leitores são profissionais de saúde de especialidades relacionadas com o tema, formuladores de políticas, órgãos financiadores e interessados no geral.

É uma publicação mensal que vários tipos de revisão são considerados desde que apresentam novos insights e/ou conclusões. Além disso, autores são incentivados o compartilhamento dos dados da revisão.

Sugestões de leitura de artigos em acesso aberto

Periódicos que publicam estudos epidemiológicos

Para quem quer conhecer mais e acompanhar a área de conhecimento recomendo alguns periódicos. Esta lista será atualizada sempre que possível. Caso tenha alguma sugestão, por favor deixe nos comentários e eu incluirei na lista.

Leia mais

Como eu gerencio hábitos e ações no Habitica (junho 2019)

Eu já comentei aqui do Habitica, um aplicativo gamificado de gerenciar hábitos e ações. Não é um simples gerenciador de tarefas. É muito, muito mais que isso. É um recurso de mudança de padrão de comportamento.

Ele integra várias estratégias comportamentais para ampliar a consciência das nossas práticas e padrões, promove o engajamento e a interação.

O que tenho aprendido

Que gerenciar hábitos é processo de construção e desconstrução. Ainda ouço muito faça no piloto automático. Entretanto, eu tenho buscado a execução da prática com presença. Obviamente, não precisa pensar muito. É focar no agir, ou seja, deixar de ser só campo racional e passar pelo mente-corpo da experiência.

A diferença com o Habitica é que eu vejo qual é o ponto do fluxo que para. Posso e devo agir ali.

Um estratégia é coloquei nas diárias desafios de agir: identificar de 1-3 hábitos fracos e fortalece-los. Ou identificar 1-3 afazeres que estão procrastinados. Também inseri um desafio de agir: Simplificar o meu sistema de organização e observar o meu comportamento no sistema de recompensa.

O sistema de recompensa é uma fonte de energia para ação e autoconhecimento

O Habitica é um jogo que tem um conjunto de recompensas e causa-efeito. E como todo jogo tem regras. Por exemplo, se eu não fizer aquilo que inseri em meu sistema como diária eu vou perder vida na virada do ciclo, que são 24 horas. Se eu estiver em um grupo e em missão e não fizer as diárias, darei danos no grupo todo por conta da minha não ação.

Recompensas

  • Subir de nível.
  • Ganhar experiência.
  • Ganhar moedas que podem ser trocadas por equipamentos, alimentos para os mascotes que são transformados em montarias.
  • Medalhas pelas conquistas.
  • Participações em um grupo de jogadores para realizar missões e guildas temáticas para debates.
  • Escolha de personagem e equipamentos.
Uma imagem da interface.

O meu sistema de organização para gerenciar os hábitos e ações

O que mais gosto no Habitica é a divisão hábitos, diárias, afazeres e recompensas.

Hábitos

São práticas que podem ser positiva ou negativa. Podem ser realizadas mais de uma vez durante o dia. Por exemplo: Beber 1 copo/250ml de água, comer 3 frutas diferentes, pesar pela manhã, ler um capitulo ou X páginas antes de dormir etc.

A medida que é realizada a prática, o Habitica identifica quais são os hábitos fortes e os fracos. Também as cores vão mudando conforme a consistência da prática.

Nos hábitos eu insiro algumas meditações guiadas do aplicativo Meditação Natura para fazer nas pausas dos blocos de trabalho.

A prática de processar emails conforme a prioridade inseri como hábito.

  • Primeiro eu faço uma triagem – Descarte, para hoje ou para a semana. Assim, mantenho a caixa de entrada limpa e faço com tranquilidade o que é para hoje.

Diárias

As diárias são ações que realizamos uma vez ao dia ou em um dia determinado com alguma frequência. Eu utilizo para planejar e avaliar o meu dia, fazer exercícios de afirmação, também coloco lembretes de frases para reflexão e ação.

Planejamento da semana

Para planejar o meu dia eu me pergunto: O que eu farei para avançar em direção ao meu próximo estágio? Seleciono os afazeres que focarei no dia descrito logo abaixo.

Afazeres

Nos afazeres, que é terceira coluna, eu coloco as minhas ações para o dia. Normalmente, eu utilizo para os meus projetos em andamento. Eu não coloco todos os projetos lá, coloco somente o que pretendo trabalhar naquele dia ou semana. Fragmento as ações para realizar em passos.

Recompensas

Além das recompensas que o Habitica concede, como comprar equipamentos com as moedas recebidas das ações checadas, alimentar os mascotes com os alimentos recebidos. Você pode estabelecer algumas recompensas para si mesmo. Eu utilizo as recompensas do Habitica e insiro os benefícios que as ações vão promover.

O grupo

O grupo é o ponto alto do Habitica. Mais do que a oportunidade de interação, é a força do coletivo e do autoconhecimento.

As realização das missões

As missões são oportunidade de fazer sprint nas ações. Além de ficar atento para finalizar as diárias e não dar dano no grupo. É o momento de engajamento no grupo.

Em missão

O diferencial

Para mim, o meu sistema no Habitica é uma ferramenta de autoconhecimento e desperta a visualização da minha própria metodologia de organização.

Você conhece ou já usou Habitica? Conte sua experiência nos comentários.

Metodologia de um programa de intervenção de exercícios utilizando incentivos sociais e gamificação para crianças obesas

Eu hoje trago um artigo de protocolo de ensaio clínico que descreve a metodologia de um programa de exercícios para crianças obesas.

A obesidade é uma epidemia mundial e precisamos ampliar as estratégias comportamentais para intervir.

As últimas pesquisas destacaram duas características importantes para a mudança de comportamento: (i) Incentivo Social; (ii) Gamificação. 

Intervenção

Uso de WeChat como plataforma de mídia social para realizar a intervenção. Um grupo WeChat é criado para cada grupo pelos pesquisadores. O grupo de intervenção receberá corda de pular mais o ‘pacote de exercícios gamification’. Os dados serão coletados cinco vezes: no início, no final do período de intervenção, no tempo de seguimento aos meses 3,6,12.

https://doi.org/10.1186/s12889-019-6992-x

Acreditamos que este estudo poderá explorar um modelo de intervenção de exercício de baixo custo, fácil de popularizar e eficaz para melhorar a saúde metabólica e promover a saúde entre crianças obesas. Além disso, também fornecerá evidências importantes para diretrizes para prevenir e melhorar comportamentos metabólicos de saúde e saúde.

Para saber mais leia o artigo

Fang Y, Ma Y, Mo D, Zhang S, Xiang M, Zhang Z. Methodology of an exercise intervention program using social incentives and gamification for obese children. BMC Public Health. 2019;19(1):686. https://doi.org/10.1186/s12889-019-6992-x

Photo by Markus Spiske on Unsplash

Pesquisar com o Território: Algumas Apostas Metodológicas

Hoje trago um artigo de Anita Guazzelli Bernardes, publicado em 2018 na revista Psicologia:Ciência e Profissão ,que amplia a visão do conceito de território. Pesquisar com o território: algumas apostas metodológicas discute possibilidades de investigação no campo da saúde a partir do conceito de território e articula-o com metodologia de modo a pensar estratégias metodológicas para operar com o território e pesquisar com o território.

A autora situa o texto na Psicologia social e busca dialogar principalmente com Ginzburg que trabalha com indícios.

Os indícios assumem a potência de seguir rastros de acontecimentos singulares e, portanto, situados. A dimensão da singularidade situada para os processos de investigação significa um percurso metodológico implicado. Seguir indícios é articular o corpo do pesquisador com o universo que pesquisa. Desse modo, o conceito de território pode tornar-se uma ferramenta de investigação tanto quando se esteia a pesquisa nos próprios processos de avaliação e implementação que a política de saúde sugere, quanto quando se torna parte de uma problemática de pesquisa, migrando de uma dimensão tecnológica para a composição de um campo social no qual um evento em saúde acontece.

Photo by Jamie Fenn on Unsplash

A prática da gratidão

De alguma forma, eu sempre me senti grata. No entanto, em alguns momentos eu tive mais contato com a prática da gratidão. Realmente, muda a ordem das coisas.

O primeiro ponto para a prática da gratidão é a aceitação como a vida se apresenta. O segundo é confiar que a vida lhe trará as respostas que necessita. Não é uma atitude passiva. É um estado de manter-se conectado com o movimento da vida. Como na respiração. Você expira e confia que terá ar para a inspiração. Um processo tão natural que muitas vezes esquecemos como é a dinâmica da respiração.

Bem, hoje eu trago dois artigos para pensarmos mais sobre este hábito tão necessário no cotidiano e pouco explorado na pesquisa.

O primeiro artigo, The proximal experience of gratitude  foi publicado em 2017 na PLOS ONE. Descreve 3 estudos e faz uma metanálise.

O segundo artigo publicado em 2014 Positive Activities as Protective Factors Against Mental Health Conditions

Como criar a prática da gratidão todos os dias

  1. Ao acordar agradeça o novo dia e tudo que ele trará.
  2. Crie o hábito de ter momentos de contemplação.
  3. Escreva sobre o que é grato.
  4. Escolha uma pessoa e visualize-a na sua frente e simplesmente agradeça.
  5. Escreva uma carta para alguém agradecendo, mesmo que não envie.

 

Leia mais sobre:

*Practicing Gratitude Ways to Improve Positivity

Photo by Rosie Kerr on Unsplash