Como criar o hábito de escrita?

Insisto e persisto na escrita como hábito. No momento, vou descrever as minhas estratégias para construir essa prática.

1. Criei uma rotina de escrita

Construir um ritual, não tem como escapar, para exercitar esta habilidade é escrever todo dia ou quase. Por exemplo, criar uma sessão de escrita, um encontro, um momento com a escrita. A construção da rotina é a criação de ritual. Nada melhor do que preparar a mente-corpo para a atividade. A escrita exige não só da cabeça, mas do corpo como um todo. Ficar por um tempo sentada isso pode ser muito cansativo e desconfortável.

Criei um ambiente favorável, sem interrupção, com iluminação, cadeira confortável, água ao alcance, com as notificações desligadas para evitar interrupção e aumentar a concentração.

2. Estabeleci um período de dedicação

Para me entregar ao ato de escrever, escolhi o período que me sinto mais disposta – de manhã.

Na fase inicial, independente de ser uma hora, duas ou mais por dia. Observei o tempo que escrevi sem exaustão. Aumentei gradativamente para não me sentir tão cansada e desistir ou dispersar logo no início.

Lembrei é um encontro. O objetivo é torná-lo um ritual prazeroso e divertido e não uma prisão ou experiência dolorosa.

3. Estabeleci um número mínimo de palavras

Da mesma forma que estabelecer um número de horas ou minutos de dedicação para a escrita, definir um mínimo de caracteres ou palavras no dia. É uma estratégia que me ajuda a tornar o desafio mais intrigante. A intenção é minimizar a procrastinação.

4. Ser livre e deixar o texto fluir

O meu grande bloqueador do ato de escrever é o perfeccionismo. Quero o texto pronto logo de cara. Isso não acontece e trava. Por isso, deixei fluir. Em outro momento terá a edição.

5. Identifiquei o que me ajuda no processo

  1. Práticas meditação antes e/ou depois
  2. Ouvir músicas que estimulam
  3. Fazer visualização do texto por meio de mapas mentais

Para saber mais sobre escrita indico o blog de Pat Thomson, professora de educação da Universidade de Nottingham. Acesse também o perfil do Scholar google 

Deixe uma resposta